Digimax Medicina Diagnóstica

Pesquise notícias do nosso site

Filtre as notícias por categoria

Gravidez: exames necessários

E a gravidez foi confirmada. A partir daí a gestante começa as consultas do pré-natal e exames necessários para acompanhar a sua saúde e do bebê. O acompanhamento também serve para verificar o desenvolvimento do feto e garantir um parto saudável.


Entre os exames estão desde os de rotina, necessários em toda gestação, como os testes específicos, que são realizados para investigar malformações ou doenças congênitas. Em todos as consultas é comum o obstetra verificar o peso da gestante, o aumento do abdômen e pressão arterial. Além disso, indicar a utilização de suplementos nutricionais, como ácido fólico.


Os exames do primeiro trimestre são direcionados para verificar a saúde da mãe e verificar o estado do bebê, já nos outros trimestres, os testes são para verificar o desenvolvimento do feto.


Gravidez: exames necessários


Fizemos uma lista com os principais exames durante a gravidez. Continue lendo e confira.


Exames de sangue, urina e fezes


Logo que a gravidez é constatada é realizado um check-up para verificar o estado de saúde da mãe. Os exames de sangue servem para avaliar o tipo sanguíneo da mãe, fator Rh, detectar doenças infecciosas e anticorpos.


Os exames de sangue indicam se a gestante já teve alguma doença que pode comprometer o andamento da gravidez e o desenvolvimento do feto. Doenças como rubéola, Hepatites (A, B e C), sífilis e toxoplasmose.


Entre a 24º e 28º semana de gestação é realizada uma triagem de diabetes gestacional. A gestante ingere um copo de glicose, após, é realizado o exame de diabetes.


Já os exames de fezes e urina são realizados para detectar se a grávida está com infecção urinária, comum em gestantes. Também, é usado para detectar a parasitas no intestino, que podem provocar anemia.


Ultrassonografias


Durante a gestação são realizadas várias ultrassonografias. Logo no início, entre a 5º e 8º semana de gravidez é realizado uma ultrassonografia intravaginal para analisar o feto e o saco gestacional. A ultrassonografia intravaginal também é utilizada para calcular o tempo de gravidez e provável data do parto. Caso o exame seja realizado após a 6º semana, já é possível ouvir o batimento cardíaco do embrião.


Entre a 11º e 14º semana é realizada uma ultrassonografia de transluscência nucal que calcula o tamanho do bebê. Também, é o ultrassom que calcula a medida da nuca e do osso nasal, para identificar se há risco de síndrome de Down.


A partir da 16º semana é realizada uma ultrassonografia para ver o sexo. Para visualizar com clareza o rostinho e detalhes do seu bebê, são indicados os exames de ultrassom em 3D e 4D.


Na 20º semana, é realizado um ultrassom morfológico para analisar o tamanho dos ossos e órgãos, verificando se há possibilidade de malformações. Em caso de dúvida do diagnóstico, é feito um ultrassom 3D.


Caso a gestante tem histórico de malformações congênita do coração ou é constatada uma alteração cromossômica no feto, é realizada uma ecocardiografia fetal para observar detalhadamente o funcionamento do coração do bebê.


No terceiro trimestre, entre a 34º e 37º semana, é feito uma ultrassonografia para acompanhar o tamanho, peso e posição do feto. O mesmo exame também avalia a maturidade da placenta e quantidade de líquido amniótico.


Conclusão


Estes são os exames necessários para garantir uma gravidez saudável. Clique aqui e confira o nosso manual da gravidez trimestre a trimestre.


  • Compartilhar